Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.
www.guiacoari.com

domingo, maio 15, 2016

Nota Oficial



Nota Oficial
 

Em razão da matéria divulgada na qual afirma que o Prefeito de Coari foi notificado a devolver recursos ao Erário Público, a Procuradoria Geral do Município vem a público informar que desconhece a veracidade das informações divulgadas e que nem o Prefeito nem a Fazenda Publica foram sequer cientificados sobre a existência da denúncia informada.

Informa também que o número de processo divulgado pela imprensa não corresponde a número válido na justiça, conforme simples consulta ao sistema do PROJUDI (www.tjam.jus.br).

Na oportunidade, esclarecemos que TODOS os prédios públicos foram pintados conforme as cores Oficiais do Brasão do Município, consoante Lei n 667/2015, não havendo qualquer mácula as ações do Município ante a Competência da Câmara Municipal para disposição das normas locais.

Esclarecemos que o Partido Político do Prefeito Raimundo Magalhães (PROS) é laranja e não verde, não havendo qualquer promoção pessoal vedada, inclusive quanto ao uso de logomarcas, dado a permissão da Lei Eleitoral até 3 meses antes das eleições.

A Procuradoria Geral do Município manifesta sua preocupação com a situação, e informa que irá questionar ao Ministério Público a existência da ação e o vazamento seletivo de informações que, se verídicas, deveriam estar protegidas sob o manto do segredo de justiça antes mesmo do conhecimento pela Fazenda Pública.

Fábio Tavares Amorim
Procurador Geral do Município de Coari

sábado, maio 14, 2016

Nova Sala de Música da Secretaria de Cultura.

Nova Sala de Música da Secretaria de Cultura. Montada sem custos e muita criatividade.



quinta-feira, maio 12, 2016

Curso de Modelo e Manequim prepara jovens coarienses que sonham em seguir carreira no mundo da moda

 
O curso é promovido pela Prefeitura de Coari, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, e visa a formação de jovens interessadas em seguir carreira no mundo da moda, publicidade e propaganda bem como promover o desenvolvimento pessoal em situações cotidianas. O curso teve início na última segunda-feira, 09 de maio, e vai até o dia 01 de julho.

A formação compreende fatores de aprendizagem tais como: postura, modo de andar, comportamento, roupas adequadas, regras de etiqueta, entre outros.

O curso conta com a participação de 200 jovens coarienses, entre 10 e 27 anos de idade, e é ministrado pelo coreógrafo do Miss Amazonas, Rainério Maciel, que também já coordenou o Concurso Miss Coari por duas vezes (2012 e 2015). 

Rainério, também, já participou como colaborador em eventos importantes do mundo da moda na capital amazonense, como o Estética e Moda Manaus e o Ponta Negra Fashion Day.  

De acordo com o secretário de Cultura e Turismo, Archipo Góes, “esse curso atende a solicitação de grande parte da sociedade coariense, que há muitos anos cobrava que o Governo Municipal promovesse uma formação nessa área”.

“Desde a década de 60, Coari tem a tradição de revelar grandes talentos para os concursos de beleza a nível estadual e até nacional, vencendo o Miss Amazonas de 1968, com Fátima Acris, fato que a credenciou a concorrer o Concurso Miss Brasil do mesmo ano, e o Miss Amazonas Estudantil, com Mara Alfrânia (1991) e Cleomara Araújo (1992). Esses concursos, inclusive, ajudaram a tornar a cidade de Coari a ser chamada de Terra da Mulher Bonita. Mas na última década, essa tradição perdeu forças porque além dos gestores não incentivarem, os empresários coarienses também deixaram de promover os também tradicionais desfiles de moda, que eram realizados nas ruas e praças da cidade. E o nosso trabalho também tem o objetivo de resgatar essa bonita tradição da cultura coariense”, garante Archipo.

Além da chance que as participantes terão de iniciar carreira de modelo, elas também terão a oportunidade de se prepararem para concorrer aos dois principais concursos de beleza do município, o Rainha da Banana e o Miss Coari 2016.

 



 

Secretaria de Cultura e Turismo oferece Curso de Desenho e Pintura gratuito para 100 jovens coarienses




Apostando alto na formação e na capacitação dos artistas da Rainha do Solimões, a Prefeitura de Coari, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), deu início na semana passada, ao Curso de Desenho Artísitico e Iniciação à Pintura, com a participação de 100 pessoas, entre crianças, jovens e adolescentes.


O curso é ministrado pelo artista plástico coariense, Paulo César, o Torrado, um dos mais renomados e premiados pintores amazonenses. Paulo César já venceu o Salão de Artes Marinha do Brasil por duas vezes consecutivas (2006/2007). 


“É mais uma oportunidade, que a Secretaria de Cultura e Turismo está dando aos jovens coarienses, que desejam aprender ou aperfeiçoar a arte do desenho e da pintura. E, assim como os demais cursos que temos oferecido aqui (na Secult), o Curso de Desenho e Pintura é totalmente gratuito, o único pré-requisito exigido dos participantes é que tenham mais de 12 nos de idade e possuam noções básicas de desenho”, garante o secretário Archipo Góes.


O curso faz parte do Projeto de Fomento e de Valorização da Cultura Coariense da secretaria Municipal de Cultura e Turismo. 


O curso terá a duração de dois semestres. No primeiro, os alunos aprenderão técnicas de construção do corpo, formatação de cada elemento, perspectiva e movimentação corporal para o desenho artístico. No segundo semestre os alunos podem escolher o que desenhar e recebem o suporte técnico. Alunos com mais experiências poderão direcionar seus trabalhos para a construção de paisagens, arquitetura, natureza morta e animais.

Daniel Almeida

 
 

quinta-feira, maio 05, 2016

Coari realiza 1º Sarau Literário comPublic lançamento de livro



A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) realizou o 1º Sarau Literário de Coari. O evento foi realizado no auditório da Secult (antigo Mandy´s Club) e contou com uma expressiva participação da sociedade coariense.

O Sarau contou com exposições de fotografias de Coari antiga, quadros de artistas coarienses, roda de leitura, recital de poesias e apresentações musicais. O momento cultural teve ainda a participação de escritores, e o lançamento do livro “Conselhos de Deus”, do poeta coariense Silvanei Santos da Silva, o Sula dos Santos. Natural da comunidade Nossa Senhora Aparecida, zona rural de Coari, Sula é professor do Ensino Fundamental, na comunidade São Sebastião do Patoá, lago de Coari. “É um prazer muito grande estar aqui lançando este livro que é fruto de um trabalho de muita dedicação”, disse Sula.

O 1º Sarau Literário também marcou o encerramento da 2ª Oficina de Literatura de Cordel e a abertura do Curso de Artes Plásticas (Desenho e Pintura), promovidos pela Secretaria de Cultura. Os dois cursos integram o Projeto de Promoção, Valorização e Incentivo à Cultura e à Leitura, implantado no município pelo atual secretário de Cultura Archipo Góes. 

“Estamos incentivando os nossos jovens a produção literária. Fazer poesia é transpor a alma e nós estamos contribuindo para que eles (os jovens) desenvolvam isso de forma natural. Estamos muito felizes em poder lançar oficialmente mais um escritor de coariense e isso nos orgulha muito”, disse o facilitador da oficina de literatura de cordel, Daniel Almeida.

Para o secretário de Cultura, Archipo Góes, o Sarau é um espaço onde os artistas podem mostrar seus trabalhos. “Queremos despertar em nossos jovens o gosto pela literatura e eventos como este oportunizam nossos escritores e alunos poder expor o que desenvolvem com muito profissionalismo e dedicação”, destacou.
O evento foi realizado na noite da última sexta-feira, 29 de abril.

Alunos do Curso de Música Fazendo Solfejo

Público Presente no Primeiro Sarau Literário de Coari

Professores Ygor Cavalcante e Atacildo no 1º Sarau Literário de Coari.

Alunos do Curso de Música


Eliete Magalhães e Poeta Sula Santos no Lançamento do seu livreto "Conselho de Deus".

Fila para autógrafos.

Novos Poetas Coarienses

Novos Poetas Coarienses

Novos Poetas Coarienses

terça-feira, maio 03, 2016

Oficina ensina jovens coarienses a escrever e recitar Literatura de Cordel



A poesia e a literatura de cordel estão conquistando os jovens coarienses, graças a oficina de Literatura de Cordel realizada pela Prefeitura de Coari, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult). O objetivo da oficina é incentivar a prática da escrita, leitura e escuta em versos, através da oralidade da cultura popular.

Na oficina, os participantes aprendem, por meio de histórias, improvisos e interação, como escrever e contar as diversas modalidades da literatura de cordel. Dinâmicas trabalham a expressão corporal para o universo da poesia popular rimada e metrificada ser vivenciado plenamente. 

O projeto está despertando o interesse dos alunos pela leitura e também o talento na escrita que muitos nem sabiam que tinham. A inspiração que surge vai para ponta da caneta e toma formas e palavras em páginas de cadernos. “Achei interessante por ser uma forma de contar uma história de um jeito diferente”, afirma o acadêmico de Biologia e Química, Nilton Azevedo (28), que busca na oficina aperfeiçoar seus conhecimentos para poder escrever um cordel que esclareça, de forma simplificada, os elementos químicos da tabela periódica. 

“No começo achei um pouco difícil, mas depois foi ficando mais fácil, até porque eu já tinha tido contato com o cordel de Patativa do Assaré”, ressalta o acadêmico.

Combinar as palavras foi um desafio no começo, mas eles conseguiram. “Não é tão simples assim, achei um pouco difícil porque não é fácil encontrar palavras que rimam entre si”, conta Júnia Silva (16), uma das participantes que se empolgaram com os versos do cordel, que têm forma melodiosa e cadenciada. “Eu gostei de conhecer a forma de como se ler Literatura de Cordel, e essa experiência está sendo muito gratificante, porque além de ajudar a aumentar o nosso vocabulário, consequentemente, melhora a nossa escrita”, assegura Júnia. 

O facilitador da turma, o professor de Língua Portuguesa Daniel Almeida, diz que os alunos se interessam muito pelo jeito diferente de contar histórias do cordel. “É impressionante notar como todos que estão participando dessa oficina melhoraram a leitura e a forma de escrever. E, a receita é simples, nós transmitimos as informações de uma maneira prazerosa, deixando os participantes livres para expressar seus sentimentos. Cada um faz a sua rima com o tema que quiser, porque acreditamos que se você impor, como forma de castigo, por mal comporto, como faz o ensino tradicional, o trabalho não vai render, e muito menos conseguir seu objetivo”, explica Almeida.

Sobre a oficina

A oficina, faz parte do Projeto de Fomento à Leitura e a Produção Literária Coariense, implantado pelo atual secretário de cultura de Coari, Archipo Góes.
Desde que foi implantado em junho do ano passado, o projeto já ajudou a financiar a publicação de 4 mil livros, todos de poetas e escritores da Terra do Gás.
Muito popular no nordeste, o cordel é um gênero literário escrito em forma rimada, que foi introduzido na cultura coariense no final da década de 1920, pelo nordestino, primo do famoso cordelista Patativa do Assaré, Alexandre Montoril, que no ano de 1927 assumiu o cargo de prefeito interventor do município de Coari, depois que seu antecessor, Herbert de Azevedo, foi brutalmente assassinado.