Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

sábado, maio 19, 2007

Frase do Dia

Frase do dia: A Arrogância Argentina

Não bastasse o Maradona achar que jogou mais que o Pelé, ele agora acha que bebe mais que o Garrincha.

ESSA É A PRIMEIRA MENSAGEM QUE EU RECEBO QUE TEM FUNDAMENTO E POR ISSO FAÇO

ACORDEM E PAREM COM ESSE LIXOOOOOOOO!

1..O ORKUT NUNCA vai ser pago, mas se vc quiser comprar o meu, eu vendo;

2..Nem eu nem NINGUÉM vai receber o ORKUT 2007 pelo E-mail. Pelo menos não
encaminhando 500 mil mensagens pra todos da sua lista;

3..Nenhuma criança com câncer, aids ou sei lá o que, vai ganhar 10 centavos a
cada mensagem encaminhada

4..Meu CPU ñ vai explodir e minha mãe não vai morrer seca se eu não encaminhar
essas msgs;

5..O meu ORKUT NUNCA vai precisar ser recadastrado;

6..Nenhum Backstreet Boy vai morrer a cada 5 MIL "mensagens encaminhadas";

7..Eu Ñ VOU ACHAR BONITINHO se um coqueiro aparecer ao lado de cada um dos meus
contatos, ou se cada um deles ficar com uma cor diferente;

8..Nada, eu disse, absolutamente NADA, aparece no na tela do seu computador se
vc apertar F5, F8, Fqualquer coisa, depois de encaminhar essas mensagens bestas.
Só apertando Ctrl+Alt+ Del.. aí aparece. E vc não precisa mandar nada pra
ninguém.

9..Chega de pensar em ganhar dinheiro fácil e vá trabalhar! Essa história de ir
ao banco, depositar 1 real e ganhar 1 real todo dia de alguém... pode até
acontecer, mas vc vai ter que esperar um bobo mandar $$ pra vc, pois tenha
certeza que quem te mandou não depositou nada pra ninguém.

10..A GRANDE MAIORIA das coisas que vcs pensam que pode acontecer com quem ñ
encaminhar suas mensagens, Ñ IRÁ ACONTECER!

11..O vírus do ursinho, não é um vírus e sim um arquivo do próprio windows.

Nós sentimos muito, mas é verdade... nenhum bode vai invadir minha casa e
me comer vivo!

PASSE PARA FRENTE ESTA MENSAGEM E ACABEM COM ESSE INFERNO NO ORKUT!

(Campanha pra acabar com esse tipo de idiotice, diga não aos malditos spams...)

PS: ENCAMINHE PARA TODOS DE SUA LISTA...
Assim talvez,quem sabe, esses bobos se ligam e não acreditem mais em
bobagens... Se não um raio vai cair na sua cabeça... hauauhauhuahuahah (Essa foi por minha conta)rsrsrsrs

Para qualquer problema há sempre uma saída

Conta a lenda que na Idade Média um homem muito religioso foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher.

Na verdade, o autor era pessoa influente do reino e por isso, desde o primeiro momento se procurou um bode expiatório p/ acobertar o verdadeiro assassino.


O homem foi levado a julgamento, já temendo o resultado: a forca.

Ele sabia que tudo iria ser feito p/ condená-lo e que teria poucas chances de sair vivo .

O juíz, que tbm estava combinado p/ levar o pobre homem à morte, simulou um julgamento justo, fazendo uma proposta ao acusado que provasse sua inocência.

Disse o juíz:


- Sou de uma profunda religiosidade e por isso vou deixar sua sorte nas mãos do senhor: vou escrever em um pedaço de papel a palavra INOCENTE noutro CULPADO. Vc sorteará um dos papéis e aquele que sair será o veredicto. O senhor decidirá seu destino, determinou o juíz.

Sem que o acusado percebesse, o juíz preparou os dois papéis, mas em ambos escreveu CULPADO de maneira q, naquele instante, não existia nenhuma chance do acusado se livrar da forca.

Não havia saída.

Não havia alternativas p/ o pobre homem.

O juíz colocou os dois papéis em uma mesa e mandou o acusado escolher um.

O homem pensou alguns segundos e pressentindo a vibração aproximou-se confiante da mesa, pegou um dos papéis e rapidamente colocou na boca e o engoliu.

Os presentes ao julgamento reagiram surpresos e indignados com a atitude do homem.


- Mas o que vc fez? E agora? Como vamos saber qual seu veredicto?


- É muito fácil, respondeu o homem. Basta olhar o outro pedaço que sobrou e saberemos que acabei engolindo o seu contrário.


Imediatamente o homem foi libertado.



Por mais difícil que seja uma situação, não deixe de acreditar até o último momento.

Saiba que p/ qualquer problema há sempre uma saída

terça-feira, maio 15, 2007

Paulo Coelho tem uma nova paixão: a Internet

Por Belinda Goldsmith

NOVA YORK (Reuters) - Paulo Coelho, o escritor mais vendido de todos os tempos na língua portuguesa, tem uma nova paixão: a Internet.
Paulo Coelho, que completa 60 anos este ano, tem seu próprio site e blog e passa três horas por dia conversando com seus leitores.
O escritor, que já vendeu mais de 92 milhões de livros em 150 países e em 64 idiomas, chegou a postar os primeiros sete capítulos de seu novo romance, "A Bruxa de Portobello", em seu blog, algo ele acredita atrair mais leitores.
Conhecido mundialmente pelo best-seller "O Alquimista", Paulo Coelho conversou com a Reuters sobre seu novo livro e seus leitores online.

Pergunta: Por que você postou capítulos de seu livro em seu blog?
Resposta: Acredito que é direito do leitor ter a possibilidade de ler o livro antes de comprá-lo. Minha intenção foi colocar um quarto do livro online e mais tarde abri-lo para comentários. A Internet é subestimada pelos escritores.

P: Sua editora concordou com isso?
R: Ela não encorajou a idéia, mas não fez objeções.

P: Você diz que passa bastante tempo online?
R: Passo três horas por dia conversando com meus leitores. Não posso responder a todos os emails porque recebo cerca de 500 por dia, mas tento chegar o mais perto possível dos meus leitores. Às vezes até os convido para eventos. Eles não são apenas meus leitores, mas pessoas que entendem minha alma.

P: De que maneira "A Bruxa de Portobello" difere de seus outros livros?
R: Cada um de meus livros é diferente. Tento colocar para fora algumas das minhas questões internas. "A Bruxa de Portobello" é um livro sobre a face feminina de Deus, algo que estamos sempre tentando negar. Estamos acostumados a enxergar Deus como disciplina, como um conjunto de regras, e nos esquecemos que Deus é amor, compaixão, misericórdia.

P: Você prevê que este livro cause controvérsia?
R: Quando escrevo não posso pensar se o que estou escrevendo vai ou não causar controvérsia, mas é meu dever falar sobre o que sinto. Não sou muito conservador em matéria de minha religião. Sou católico, mas, ao mesmo tempo, vejo que a Igreja precisa aceitar um novo conjunto de valores -- como dar às mulheres um papel de mais destaque na Igreja e compreender a sexualidade de hoje.

P: O Irã está proibindo "A Bruxa de Portobello"? Proibiu seu romance "O Zahir", de 2005.
R: Não sei. Minha editora ainda está aguardando permissão. Há três anos o Irã decidiu proibir nove de 12 títulos meus publicados por lá. Mas já existem muitas edições pirateadas lá, e encontrei um site em que é possível ler o livro inteiro.

P: Você não receia que as versões online de seus livros causem uma perda de receita?
R: Na Rússia em 1999 eu tinha quase todos meus títulos na Internet de graça, edições pirateadas, então decidi, em vez de combater a coisa, colocar todos esses títulos em meu site.
Em lugar de perder receita ou vender menos livros quando os livros finalmente foram publicados, todo o mundo os comprou. Não creio que as pessoas leiam um livro por inteiro na Internet a não ser que não tenham outra escolha. Se elas lerem os primeiros capítulos e gostarem, elas sairão e comprarão o livro.

P: Você se decepciona com as críticas intransigentes e contínuas que enfrenta no Brasil?
R: Isso é normal em qualquer país. Existe apenas uma exceção a essa regra: os Estados Unidos. Na França, por exemplo, quando um escritor vende 3.000 livros ele é um gênio, mas quando vende 100 mil é estúpido. Mas escrevemos para nós mesmos e para nossos leitores, não para os críticos.

P: Você cogitaria deixar o Brasil?
R: Passo um terço do meu tempo no Brasil, um terço na França e o resto do tempo viajando, mas meu lar é o Brasil, sem dúvida alguma. Esse é meu lar e foi onde aprendi as coisas mais importantes em minha vida. Tenho muito orgulho de ser brasileiro.

P: Você já começou seu próximo trabalho?
R: Ainda não. Sempre há um intervalo entre meus livros que dura dois anos. Preciso desse tempo -- é enquanto o livro está sendo escrito dentro de você mesmo e de sua alma. Quando você termina, a única coisa que precisa fazer é digitá-lo.

O MELHOR DA INTERNET COARIENSE


Agora virei galáctico, não meus amigos não estou jogando no Real Madri, apenas sou agora um assíduo freqüentador do CyberCafé Galáxia, simplesmente a internet mais rápida de Coari, constatamos um atendimento bom e atencioso...
Além de da galera que freqüenta ser super gente fina.

Que bom haver um novo point gostoso em nossa Cidade de Coari