Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

sexta-feira, junho 04, 2010

Qual é o melhor antivírus grátis?

Qual é o melhor antivírus grátis?




SÃO PAULO – Os principais antivírus grátis do mercado ganharam, nos últimos meses, importantes atualizações.
Elas resultaram em várias mudanças nos sistemas de varredura contra vírus e no recurso de proteção em tempo real desses programas. As mudanças, para o bem ou para o mal, também incluíram a adoção de novas tecnologias, recursos e até a reformulação total da interface – caso emblemático do Avast, com o visual totalmente remodelado.
Com as novidades, claro, os internautas perguntaram para a INFO: qual é o melhor antivírus da nova geração? E o INFOLAB resolveu responder a questão. 
Colocamos no laboratório os cinco antivírus mais baixados do Downloads INFOAVG 9 Free, Avast 5 Free, BitDefender Free 2010, Microsoft Security Essentials  e Avira AntiVir Free 10 – para competir contra um pacotão com cerca de 3.200 malware.  
Os resultados estão a seguir. Mas, antes, algumas considerações importantes: 
- o teste é uma fotografia e ele retrata o momento dos cinco antivírus. Portanto, o melhor antivírus, num dia, pode pegar todos os tipos de vírus. No outro, o que ficou com o pior desempenho pode ser a melhor proteção contra algum malware específico. O que isso significa? Um antivírus bom não pode ser medido apenas pelo nível de detecção, mas também pelo os recursos extras e o desempenho. Por isso, esses dois tipos de dados foram levados em consideração na avaliação dos produtos.  
- todos os antivírus foram testados em um Windows 7 Ultimate 64 bits totalmente atualizado. O PC tem as seguintes configurações: Intel Core Quad Q6600 2,4 GHz, 4 GB DDR3 1333 MHz, 1 HD 250GB 7200 rpm. 
- todos os programas tinham as atualizações – definições contra vírus - mais recentes disponibilizadas pelos fabricantes.
- os programas passaram pelos testes da EICAR e da SpyCar. O primeiro é um conjunto de testes contra malware. O segundo aplica uma série de testes para avaliar o desempenho do navegador contra os spyware. Em ambos os testes, os antivírus tinham de detectar o malware no momento do download.
- os antivírus enfrentaram 50 URLs do site Phishtank. Os endereços maliciosos foram carregados no Internet Explorer 8. E o navegador estava com o filtro de segurança desabilitado. E todos eles foram atualizados no mesmo dia e horário.

Esta versão do software trouxe ao mundo a nova interface do programa. Organizada e intuitiva, ela é  a mais fácil de usar dos cinco antivírus testados. E o programa não faz feio na hora da varredura. Ele identificou 3.588 ameaças no pacote de 3.298 (um antivírus pode identificar mais de um trecho de código malicioso em um arquivo, por isso o número discrepante entre vírus e ameaças identificadas). No SpyCar, o Avast 5 Free passou nos 18 testes. Já no EICAR, concluiu com sucesso 75% deles. A única coisa negativa do programa localiza-se na defesa antiphishing: ele constatou apenas um site malicioso em um grupo de 50.
O Avast 5 Free oferece: proteção contra vírus, rootkit e malware que infectam o Windows via redes P2P, e-mail, websites com scripts maliciosas e mensageiros instantâneos. Ele também limpa os anexos dos e-mails. 
E fica devendo: um firewall e proteção contra spam. 
Conclusão: o Avast leva o primeiro lugar deste teste não em razão do desempenho. Mas, principalmente, por causa dos recursos oferecidos. Outro bom motivo é o conjunto de proteção contra ameaças vindas das redes P2P e rede de mensageiros instantâneos. A nova interface também contribui para o bom momento do programa.

O AVG divide o primeiro lugar com o Avast. Não à toa. Durante o teste, ele sempre manteve o bom desempenho. Durante o confronto com os malware, ele caçou e matou 2.947 vírus do pacote. No teste de navegação, o programa defendeu o PC de 16 sites maliciosos, identificados entre 50 URLs escolhidas. Aqui, o número de detecções foi baixo, embora deva ser considerado bom, uma vez que os concorrentes tiveram desempenho muito pior. No teste do SpyCar, o AVG 9 conseguiu 100% numa bateria de 18 avaliações. No EICAR, contudo, ele patinou e concluiu apenas 25% das tarefas.
O AVG 9 Free oferece: proteção contra vírus de e-mail, avisos contra site maliciosos e defesa contra phishing.
E fica devendo: firewall, proteção contra rootkit, contra roubo de identidade e anti-spam. O suporte, vale dizer, é só via fórum.
Conclusão: o programa não divide o primeiro lugar sem motivos. Ele é bastante rápido para identificar e apagar os vírus. Apesar do resultado inferior na identificação de vírus de arquivos, o AVG, no momento, é o mais forte para identificar as ameaças vindas da web – considerada, hoje, uma das principais causas de vírus no PC.

O BitDefender gratuito mudou a interface, que se tornou agradável e mais limpa. Mesmo assim, ainda deixa a desejar na parte de recursos. Com um bom sistema de varredura, o programa detectou 2.843 ameaças no pacotão de mais de 3 mil pragas digitais. Além disso, identificou 7 sites perigosos na lista de URLs contaminadas. Vale destacar, ainda, que o software passou com maestria nas provas do EICAR, apesar de ter sido um desastre nos testes de spyware do Spycar. Um ponto desfavorável é que o BitDefender exige muita paciência do usuário para ter tal eficiência. Ele consumiu cerca de 1 hora e 15 minutos para fazer a varredura no PC. E, nesse tempo, deixou a máquina inutilizável por causa do alto consumo de processamento.
O BitDefender Free Antivirus 2010 oferece: proteção básica contra vírus. Tem ainda varredura programada e customização de interface. Também tem um eficiente sistema de quarentena. O bacana é o relatório de ameaças identificadas.
E fica devendo: proteção contra rootkit e sistemas de anti-spam, antispyware e defesa contra vírus vindos de redes P2P e mensageiros instantâneos.
Conclusão: o antivírus é uma boa indicação caso o usuário seja paciente e tenha um PC com configuração avançada. Mas o usuário também deve saber que ele foi ineficiente nos testes contra spyware. E um spyware pode resultar em dados roubados.

O Avira, nesta versão, ganhou algumas melhorias na interface. Mas elas não mudaram muito o programa. O desempenho dele, como nos outros testes do INFOLAB, sempre é bom: ele identificou 3.217 vírus do pacote. Contra os phishing, no entanto, o Avira perdeu pontos: identificou apenas duas URLs maliciosas no pacote com mais de 50. O programa, que teve um desempenho similar ao AVG no teste do EICAR e do SpyCar, ficou atrás do concorrente por dois detalhes: demorou mais de 10 minutos para varrer o pacote de vírus e consumiu memória demais no processo de scan.
O Avira oferece: proteção contra vírus, vermes e cavalos de troia, além de defesa contra discadores, rootkits ocultos, spyware e adware. 
E fica devendo: proteção contra sites maliciosos, anti-spam e firewall, além de proteção contra vírus de e-mail.
Conclusão: apesar de muito intuitiva e simples de usar, a interface do Avira precisa evoluir. Este é o principal ponto negativo da atual versão do antivírus. Em contrapartida, ele é um dos poucos software de segurança do mercado preparados especificamente para rodar em netbooks. Apesar da posição no teste, pode ser considerado uma boa opção de proteção.

O antivírus ainda deixa a desejar na proteção do Windows. Ele identificou apenas 1.209 invasores no pacote de 3.298. O software foi um dos mais lerdos para vasculhar a amostra: exigiu mais de 20 minutos para executar o trabalho.  Fora isso, o MSE é um dos antivírus do teste que mais consumiram memória durante o processo de varredura. Nos testes do EICAR e SpyCar, ele teve o desempenho máximo, pelo menos. 
Oferece: proteção básica contra vírus e spyware. E nada mais.  
Fica devendo: defesa contra phishing e malware vindos de redes P2P e de mensageiros instantâneos.
Conclusão: no teste do INFOLAB, o MSE foi o programa mais fraco. Contudo, se o usuário ativar, no Windows, o Smart Screen Filter do Internet Explorer e o Firewall, o antivírus se torna uma solução completa de segurança. 

Fonte: Info

terça-feira, junho 01, 2010

10 mandamentos do namoro

01. Não diga eu te amo constantemente
* Dizer eu te amo a cada minuto, não aumenta o nosso amor.  Muito pelo contrário, essas três palavrinhas mágicas acabam se tornando palavras comuns como “bom dia” ou “como vai você?”, um saco.  Lembre-se sempre, você não precisa dizer ou escrever para mostrar o que sente, você precisa fazer.

02. Não pergunte tudo
* Mulher odeia se sentir sufocada. A individualidade do casal, jamais, deve ser corrompida por simples ciúmes. Você não perguntou só para saber: Curiosidade é uma coisa, chatice é outra.
03. Jamais tenha ciúmes da melhor amiga
* Ela provavelmente chegou antes, portanto você não tem direito algum de se sentir dono do  terreno. Namorado nenhum substituiu uma melhor amiga. Afinal, nós não falariamos mal de você para você mesmo, falaríamos?!

04. Tenha Paciência Merda ou TPM, como preferir
*Nunca provoque uma mulher nessa fase. Se estivermos em silêncio, nos deixe. Se estivermos gritando, tampe os ouvidos. Tenho certeza que os outros dias do mês que passam com a gente, compensam esses três em crise.

05. Não seja carente no msn
*O pior tipo de cara, é aquele que se transforma online. Msn não é lugar de suprir carência, (isso é muito pré-adolescente) portanto deixe para brigar, beijar e dizer coisas fofas pessoalmente.  Ah, e  não pergunte se estamos bem, se tiver acabado de nos encontrar, isso é idiota.

06. Nunca Corte o cabelo
*  Ame o coração da sua namorada. Não nos dê sustos.  Surpresa boa é aquela que vem dentro de uma caixa, não a falta de cabelo na sua cabeça. Quando estiver grande avisamos, prometemos.

07. Faça barba sempre
* Ok, esse mandamento vale apenas para as namoradas que não gostam disso (a maioria \o/). Não se sinta injustiçado, nós não temos barba, mas temos axila, perna, e virilha.

08. Use perfume all the time.
* Homem cheiroso é tudo.  Nós nos lembramos de vocês quase sempre pelo cheiro, então…
09. Faça ciúmes.
*Não muito, só um pouquinho. Nós costumamos a esquecer o valor das coisas que temos, e fazer sentir que estamos perdendo, é a melhor maneira de fazer o paixão acordar.

10. Um degrau por vez
*Não dê uma de esperto, e tente fazer as coisas irem rápido demais. Nossa consciência trava o coração, então se fizermos algo que nos faça sentir bem, provavelmente nunca mais queiramos ver sua cara. O segredo é subir um degrau de cada vez, sem pular nenhum. Todas as pessoas que eu conheço que fizerem isso, caírame hoje estão curando suas feridas com outras pessoas. Então…
Desculpe, sou sincera.