Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

sábado, agosto 27, 2011

Gêmeos Coariense Lançam Videos na NET

Video gravado pelos gêmeos Klaucio Santos e Kleicio Santos para o "Concurso Cultural" da Gravadora Novo Tempo. Eduquemos, pois, o coração e os lábios a entoar o louvor de Deus por Seu incomparável amor! 
 

Para ajudá-los:
1º PASSO: ENTRE AQUI: http://www.facebook.com/PromocaoNT
2º PASSO: Clique em "CURTIR" a página da Promoção NT e em seguida;
3º PASSO: Procure nosso vídeo: "É Tudo Que Eu Sei - Klaucio & Kleicio", na mesma página e clique abaixo do clipe em "CURTIR"! Pronto você nos ajudou!
Contamos com você na divulgação para seus amigos também CURTIREM o nosso vídeo!

sexta-feira, agosto 26, 2011

Apenas um acusado é condenado por assassinato em Coari


O julgamento dos cinco ex-integrantes da Guarda Municipal de Coari (a 370 quilômetros), realizado nesta quinta-feira (25), terminou na madrugada desta sexta-feira (26) com a condenação de apenas um dos acusados de assassinar, em 2007, Eliney Mendes Ferreira, na época com 26 anos.

Geraldo Bentes, Rildo Lima, Abdiel Mouriz, Adriano Mouriz e Cícero Lopes Neto eram apontados como integrantes de uma milícia conhecida como Grupo Delta. Juntos, eles eram acusados de matar Eliney. O crime supostamente foi motivada por motivo de vingança.  

Apenas Rildo Lima foi condenado por homicídio qualificado. A pena prevista é de 25 anos. Os outros quatro acusados foram absolvidos e serão soltos nesta sexta-feira (26).

Eles passaram quatro anos presos a espera de julgamento.

O advogado de defesa vai recorrer da decisão. Segundo ele, dois processos julgavam o mesmo crime com réus diferentes, o que caracteriza como um “erro judicial”.

Fonte: ACritica


quarta-feira, agosto 24, 2011

Acusados de crime que abalou o município de Coari vão a Júri Popular em Manaus

CASSANDRA CASTRO



Na quinta-feira (25), cinco ex-integrantes da Guarda Municipal de Coari vão a Júri Popular em Manaus.  Eles são acusados de fazerem parte do grupo que teria assassinado no dia nove de novembro de 2007, Eliney Mendes Ferreira, 26.  O crime chocou a cidade de Coari pelo  requinte de crueldade com que o rapaz foi morto.  Os acusados teriam torturado bastante ele antes de matá-lo.  O motivo do crime era a suspeita de que Eliney teria matado um integrante do grupo chamado Anderson da Silva Ferreira, no dia 4 de novembro  do mesmo ano.

A prima de Eliney, Janilde Mouriz da Silva, conta que a família se mobilizou para que o caso não caísse no esquecimento. “ Estes homens que integravam a Guarda Municipal tinham muitos inimigos porque mataram muitas pessoas. Todos ficaram revoltados com a morte do meu primo”.  Os cinco homens foram os únicos reconhecidos pelas testemunhas no sítio onde o corpo de Eliney foi achado cinco dias depois.   Os homens foram presos mas sempre alegaram inocência.

A Guarda Municipal que também ficou conhecida como Grupo Delta era composta por 21 homens que tinham um modo bem característico de agir. “ Todos eles usavam roupa preta, capuz, carro preto, armas.  Depois da morte do meu primo, o grupo foi extinto”, conta Janilde. Ela e outros parentes de Eliney vão acompanhar o julgamento de Adriano Mouriz de Souza, Rildo da Silva Lima, Geraldo da Silva Bentes, Abdel Moriz da Silva e Cícero Lopes da Silva Neto. “ Nós não queremos vingança , mas justiça, queremos que eles paguem pela barbaridade que fizeram”.  O julgamento começará às 8h da manhã.

Fonte:  ACrítica

segunda-feira, agosto 22, 2011

Prefeitura de Coari suspende realização de concurso público, após representação do MPC

Concurso será realizado em Coari (EUZIVALDO QUEIROZ)

A Prefeitura Municipal de Coari(distante 370 Km de Manaus) decidiu, na manhã desta segunda-feira (22), suspender a realização do concurso público para o cargo de procurador municipal.
O Ministério Público de Contas (MPC) protocolou, na última quarta-feira (17),  uma representação pedindo a imediata suspensão do concurso público.
A prefeitura de Coari informou,por meio da assessoria de comunicação, que o concurso público foi suspenso.
“A prefeitura tomou todas as providências para atestar a seriedade e o espírito democrático do concurso, com a contratação do Centro de Tecnologia do Amazonas (CETAM), um órgão respeitado para gerir o certame, através de sua comissão permanente de concurso. Mas, apenas hoje, que estou de volta à prefeitura, é que estou tomando conhecimento dos questionamentos feitos pelo Ministério público de Contas (MPC) e, como homem que tem o maior respeito pelos órgãos fiscalizadores da Lei, decido suspender o concurso, para que não paire nenhuma dúvida sobre a lisura dos provimentos de cargos públicos em Coari”, decidiu o prefeito de Coari, Arnaldo Mitouso (PMN).
De acordo com a assessoria de impressa, as “desconformidades” citadas serão analisadas e as exigências cumpridas. Só após essa análise o cancelamento do concurso será cogitado.
“Mas, jamais, assumirei a atitude ditatorial, de não ouvir todas as partes envolvidas na questão. Vou suspender, vou procurar a orientação do Ministério Público. Se necessário, cancelamos o concurso. Porque na minha administração, não há nada direcionado para beneficiar quem quer que seja”, garantiu Mitouso.   

As inscrições
Uma das “desconformidades” apontadas é a ausência de inscrições via internet. A prefeitura rebate e considera que a medida serve para que apenas candidatos realmente interessados se inscrevam.
A nota enviada ao portal acritica.com cita: “O prefeito explicou que alguns critérios como as inscrições serem feitas apenas na sede do município, e o impedimento de inscrições via internet, tinham o único intuito de fazer com que os cargos fossem ocupados por pessoas que realmente têm o compromisso de permanecer em Coari, criar vínculos com a administração pública, e não só ser mais um daqueles funcionários que, em administrações anteriores, apareciam por lá de vez em quando”.
“Essa foi à realidade que encontrei, setores da Prefeitura esvaziados e funcionários sendo pagos para viverem em Manaus”, comentou Mitouso.

Representação
De acordo com a Representação nº62/2011- MP-ESB, o edital do certame apresenta “desconformidades” e precisa sofrer alterações.
Segundo o documento, entre as irregularidades estão: ausência da lei de criação dos cargos em disputa; falta de previsão da participação da OAB no certame; o fato do edital ter circulado quando as inscrições já estavam abertas; o prazo de apenas cinco dias para realização das inscrições; não ser admitida inscrição por meio eletrônico, entre outras.
Outra desconformidade apresentada é referente ao critério de aprovação. Segundo o proposto no edital, o candidato poderia obter aprovação acertando apenas 40% do total das questões.

O concurso
O edital 001/2011 foi divulgado na terça-feira (16). O certame é destinado ao preenchimento de quatro vagas para procurador municipal. As inscrições ocorrem entre os dias 15 e 19 de agosto e podem ser feitas, ao valor de R$ 200, em qualquer agência do Banco do Brasil do município. O salário será de R$ 2.143 por vaga.
As provas objetivas deveriam ser aplicadas dia 11 de setembro. O Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) será o responsável pela execução, por meio da Comissão Permanente de Concursos (Copec).
A prefeitura de Coari foi procurada. Segundo a assessoria de comunicação, informações oficiais serão divulgadas ainda nesta segunda-feira(22).


Fonte: ACritica