Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

quinta-feira, dezembro 20, 2012

Cabo Maciel denuncia: ‘Piratas’ atacam embarcações entre Codajás e Coari


Lideranças comunitárias de várias localidades situadas no trecho entre os municípios de Codajás e Coari estão sendo vítimas dos “piratas”, como são chamados os bandidos que assaltam independente do horário embarcações pesqueiras e de recreio que navegam na região do Médio Solimões. A denuncia é do presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas(CSP/ALEAM), deputado Cabo Maciel (PR). Além de roubar as vítimas, as agridem no meio do rio, deixando-se sem nada.

Para o Cabo Maciel os ataques de “piratas” está cada vez mais comuns nos rios da Amazônia. Eles agem em bando e invadem barcos de passageiros, e até de pescadores. Sem policiamento a população ribeirinha sente-se desprotegida.

Na última terça-feira(18.12.), várias embarcações foram atacadas pelos bandidos conforme relataram aos membros da CSP, algumas vítimas ao desembarcarem em Manaus. Além dos trabalhadores e moradores, turistas que decidem visitar as comunidades também estão sendo vítimas do bando.

Disse Cabo Maciel que nossas principais estradas para se chegar à maioria dos municípios são os rios. Por isso, ele sugere o governo pode implantar o programa “Ronda no Rio”, nos moldes do programa “Ronda no Bairro”, em Manaus.

Ao abordarem as vítimas eles roubam gasolina, objetos pessoais, motor rabeta, dinheiro e ainda agridem as pessoas. O perigo está passando os limites no meio do rio, pois os bandidos estão começando a atacar as comunidades. Segundo ele, os piratas usam as mesmas táticas para abordar as embarcações. “Geralmente são três homens, em lanchas-voadeiras e armados”, concluiu o parlamentar.

terça-feira, dezembro 18, 2012

Governo e Prefeitura de Coari assinam acordo para construção de casas

As novas casas têm projetos que privilegiam a acessibilidade e a convivência social. Nelas serão construídos aquecedor solar e itens de acessibilidade como rampas e portas e janelas mais amplas.

Foto: Divulgação

MANAUS – A população do município de Coari (distante 63 quilômetros de Manaus) será beneficiada com a construção de 540 unidades habitacionais. O acordo assinado entre o Governo do Amazonas e a Prefeitura Municipal de Coari e a Caixa Econômica Federal aconteceu nesta terça-feira (18).

O investimento é de R$ 32,4 milhões, resultado de articulações do Governo do Estado com o Ministério das Cidades. As habitações fazem parte do programa Minha Casa, Minha Vida e são destinadas a famílias com renda familiar de até R$ 1.600.

O Governo do Estado firmou Termo de Parceria com a Prefeitura  por meio do qual o Município faz a doação de uma área para o empreendimento e o Estado oferece apoio institucional e técnico para articulação dos financiamentos. Além de Coari, as Prefeituras do Careiro da Várzea, Autazes, Silves e de Novo Airão também assinaram Termo de Parceria com o Governo Estadual que viabilizará a construção de aproximadamente mil unidades habitacionais. Os recursos também são repassados pelo Ministério das Cidades, por meio da Caixa ou Banco do Brasil.

Projeto diferenciado
As novas unidades habitacionais têm projetos diferenciados, que privilegiam a acessibilidade e a convivência social. As habitações terão aquecedor solar e itens de acessibilidade como rampas e portas e janelas mais amplas. Nas áreas comuns, o empreendimento terá estacionamento, salão de festas, praça com playground e um salão social com 400 metros quadrados voltados às pessoas da terceira idade, que terá palco de apresentações e salas para atividades diversas.

Maria Luiza Picanço afirma que o programa Minha Casa, Minha Vida beneficia diretamente famílias que têm dificuldade de acesso a financiamentos para realizar o sonho da casa própria, além de estar inserido no contexto da gestão Omar Aziz, que favorece o aspecto s ocial, buscando atender prioritariamente os mais necessitados na capital e no interior.

Fonte: Portal Amazônia

Indígenas recebem capacitação para contagem de pirarucu em Coari


Trinta pescadores indígenas (entre homens e mulheres) do município de Coari (a 370 quilômetros de Manaus) começaram a participar, nesta terça-feira (dia 18), do Curso de Contagem do Pirarucu. Até o próximo sábado, eles percorrerão 23 lagos da comunidade Paraná do Duduruá para realizar a atividade, que consiste na contagem e validação da contagem, para posterior solicitação de cota com vistas à captura do produto em 2013.

O curso é realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da parceria entre a Secretaria de Estado para os Povos Indígenas (Seind), a Associação dos Povos Indígenas Tikuna do Paraná do Dururuá (Apitpad) e a Prefeitura Municipal de Coari.

O apoio é da Associação das Comunidades de Jutaí (ACJ), que disponibilizou um técnico para realizar a capacitação e outro, da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), para validação da contagem.
A ação é da Câmara Sustentabilidade Econômica dos Povos Indígenas, do Comitê Gestor de Atuação Integrada entre o Governo do Amazonas e a Fundação Nacional do Índio (Funai).